Marketing Management Concepts

Marketing management is the activity of managing processes, people and marketing strategies in order to generate value for the market and meet organisational goals and objectives.  Philip Kotler, in his book Marketing Management: The Millennium Edition says that marketing management is the art and science of choosing target markets, satisfying their needs and building a profitable relationship with them, through analysis, planning,  implementation and control. These processes are part of any type of management in the routine of a business, be it business, financial, people management, etc.  The difference is that here they are applied to marketing, which covers a multitude of activities aimed at the market.

 When we talk about marketing, we immediately think about advertising and product promotion, but the area covers much more than that.  Within marketing, there are also market research activities, pricing, product design, distribution strategies, press relations and many others. With so many activities in one area, how do you put all this in order?  The marketing manager usually leads marketing management – that organises and aligns all these activities, and the people involved so that they have the best performance in the market and help the company achieve its goals.

Marketing Concepts involves identifying consumer needs and wants, then producing products. There are five marketing concepts :

  1. Production concept  : Consumers will favor products that are cheap and available
  1. Product concept : Consumers will favor products that are cheap and available
  1. Selling concept :  Consumers will not buy enough of the firm’s unless it undertakes a large-scale selling and promotion effort
  1. Marketing Concepts : Understand consumer’s needs and deliver satisfaction better than competitors
  1. Societal Marketing concept  :  Deliver value to customers in a way that maintains or improves both the consumer’s and society’s well-being.

Mince Pies

What you need:

  • 225g/8oz Odlums Cream Plain Flour
  • 125g/4oz Shamrock Golden Caster Sugar
  • 100g packet Shamrock Ground Almonds
  • 125g/4oz Butter or Margarine (room temperature)
  • 1 Egg (beaten)
  • A little water, if necessary
  • 450g/1lb Jar Mincemeat
  • Icing sugar

How to:

  1. Preheat oven to 200°C/400°F/Gas 6. Lightly grease patty/bun tins.
  2. Put flour, sugar and ground almonds into a mixing bowl and mix well together.
  3. Rub butter/margarine through the dry ingredients. Add the egg and water, if required and mix to a soft dough.
  4. Turn onto a lightly floured board and gently knead.
  5. Cover with cling film and keep in fridge until ready to use. The pastry will keep for about three days.
  6. Roll pastry on a floured board and cut rounds or stars with a cutter to fit greased bun/patty tins. Put a teaspoon of mincemeat in each and cut a lid from remaining pastry to put on top. Bake for about 15 minutes or until golden brown.
  7. Dust with icing sugar.

Freezing Tips:

  • Pastry: When made wrap in cling film and keep in fridge for up to 3 days.
  • Uncooked Mince Pies: Wrap the baking bun/patty tin with the uncooked Mince Pies in cling film and freeze. When frozen remove the Mince Pies from the tin and return to the freezer wrapped in a plastic bag. Will keep for up to 6 months
  • Cooked Mince Pies: These will keep in the freezer up to 3 months wrapped in a plastic bag.

Cookies

There’s the recipe of healthy cookies 😉🍪

100g almond flour
100g peanut butter
1 large egg
1 tbsp of butter, without salt
3 teaspoon of xylitol
100g of semisweet Chocolat
1 teaspoon of baking powder

Mix all the ingredients and let mix the Chocolat at last. Make some little balls and put a preheated oven for 15-20min at 150°C

Scrum

What is Scrum?

Scrum is an agile way to manage a project, usually software development. Agile software development with Scrum is often perceived as a methodology; but rather than viewing Scrum as methodology, think of it as a framework for managing a process. 

A framework is a basic structure composed of a set of practices, techniques, tools or concepts used to solve a problem or guide a specific activity. This framework helps teams work together. Scrum encourages teams to learn through experiences, self-organize while working on a problem, and reflect on their wins and losses to continuously improve.

While the Scrum I’m talking about is most frequently used by software development teams, its principles and lessons can be applied to all kinds of teamwork. Often thought of as an agile project management framework, Scrum describes a set of meetings, tools, and roles that work in concert to help teams structure and manage their work.

What Are the Scrum Principles?

There is no better way to get to know something or someone than to understand its principles, do you agree? Therefore, we bring each of the principles of Scrum so that you fully understand the concept of this framework.

According to the SBOK ™ Guide (Scrum Body of Knowledge), Scrum has six principles: Control of empirical processes, Self-organization, Collaboration, Value-based prioritization, Time-boxing, and Iterative development

By incorporating Scrum’s values, a team takes on shared responsibility for success and avoids the traps. Unless each Scrum Team member sticks to these values, a team won’t have the foundation it needs to be successful. And whether or not your team follows the Scrum framework, these are solid values for any group.

Scrum events

The Scrum framework is marked by five Events. These are the Sprint, Sprint Planning, Daily Scrum, Sprint Review, and Sprint Retrospective.

  • A Sprint is a specified period during which a Scrum team produces a product.
  • Sprint Planning is a meeting where the work to be done during a Sprint is mapped out. During this meeting, the entire team clearly defines deliverables for the Sprint. It assigns the work necessary to achieve that goal.
  • The Daily Scrum is a 15-minute daily meeting where the team has a chance to get on the same page and put together a strategy for the next 24 hours. Work from the previous day is analyzed, while updates are shared for work taking place that day.
  • The Sprint Review takes place after a Sprint ends. During Review, the Product Owner explains what planned work either was or was not completed during the Sprint. The team then presents completed work and talks through what went well and how problems were solved.
  • The Sprint Retrospective also takes place after a Sprint. Retros provide a dedicated forum for the team to analyze their process during the previous Sprint and make adaptations as needed. At Skillcrush, we typically start with some kind of icebreaker game (it’s more fun than it sounds) to get the feedback going and allow ourselves to honestly communicate with our teammates.

Scrum artifacts

Artifacts are just dynamic records that provide project details, including the Product Backlog, Sprint Backlog, and Product Increments.

Algumas curiosidades sobre a Irlanda.

EM  

Na Irlanda as ruas são mão inglesa (aqui se dirige do lado esquerdo da rua) e logo que cheguei aqui fiquei completamente perdida na hora de atravessar a rua porque os carros saem de tudo quanto é lado e nas mais diversas direções. É preciso MUITO cuidado para atravessar as ruas. No intuito de ajudar  os turistas nesse sentido, orientações como essas das fotos, estão presentes na maioria das ruas.

A Irlanda tem duas línguas oficiais: o inglês e o gaélico . Os turistas podem observar o gaélico em algumas sinalizações de rua e em placas nos transportes público.

  •  Bebidas alcóolicas são vendidas em supermercados e em lojas chamadas Off-License. Existe um horário permitido: dias de semana após as 10:30 e finais de semana 12:00. Nem adianta tentar passar as 10:29 porque será bloqueado pelo sistema (eu já tentei pra ver se funciona mesmo rs).
  • O anel Claddagh é uma jóia típica irlandesa e geralmente usada como anel de casamento. As mãos indicam amizade, o coração simboliza o amor e a coroa representa lealdade. O anel é mais comum, mas é possível achar brinco, pulseira, colar e até enfeite de parede com este símbolo. Ele pode ser usado como símbolo de uma grande amizade, relacionamento, eternidade, noivado, casamento dependendo da intenção do usuário, ele deve ser dado como presente (em tempo, essa jóia custa a partir de 40 euros, dependendo do modelo e material).
irecladdaghring
  • Não tem cobras na Irlanda.Você não vai encontrar esse réptil aqui.  Segundo a lenda, São Patrick, padroeiro do país, expulsou todas as cobras da ilha e elas nunca mais voltaram. Mas há alguns céticos que atribuem a ausência do animal ao clima gelado.
  • Falando em Saint Patrick, dia 17 de março é comemorado seu dia e claro, é o dia mais festejado aqui. As pessoas se vestem de verde e vão para as ruas comemorar.
2014030432
  • Já falei do ralo em outra postagem né? Pois é, na Irlanda não existem ralos nos banheiros, nem cozinhas. No banheiro não existem tomadas e as luzes são acessas pelo lado de fora ( ótimo para “trolar”alguém hahahah ).
  • A sexta-feira santa na Irlanda, conhecida como Good Friday, a venda de bebidas alcoólicas é proibida por lei . Você não irá conseguir comprar em nenhum lugar e muitos restaurantes e pubs nem abrem.
  • Você pode ir ao supermercado logo cedo, comprar um produto de 0,50€, pagar com um nota de 50,00€ e dificilmente vai ouvir a atendente dizer que não tem troco ou te olhar de cara feia. Eles sempre tem troco para qualquer quantia, a qualquer hora.

Qualquer hora eu volto com mais curiosidades da Irlanda!

Levando meus pets para Irlanda

Quando comecei a pesquisar sobre “como levar animais de estimação para Irlanda”  eu fiquei desesperada porque é uma lista tão extensa de exigências a cumprir que desanima qualquer um. No início do ano, íamos levar nossa cachorrinha, Jujuba , para passar férias com a gente na Itália mas desistimos quando vimos quanta coisa tínhamos que fazer. Porém agora seria para morar então… Parei, sequei as lágrimas (sim, chorei muito com a lista de exigências e o medo de não conseguir trazë-las), respirei fundo e comecei a fazer uma lista em um papel para não me perder. Afinal, tinha que organizar isso porque sem eles nós não iríamos.  

Cada país tem suas exigências e na Irlanda não poderia ser diferente. O meu maior medo  era  elas “caírem”na quarentena ou serem mandadas de volta . Uma das exigências da Irlanda é que tudo seja feito com um despachante aduaneiro e com empresas aéreas determinadas pelo governo Irlandês ( tudo isso encontrei no site do http://www.citizensinformation.ie ).

Entrei em contato com algumas empresas que fazem o transporte de carga viva, porém só uma me passou a segurança que eu precisava. Como se tratava dos meus animais, eu fui bem chata nesse processo , perguntei um milhão de coisas e essa empresa foi a única que me respondeu “um milhão de vezes” e sempre de forma clara e objetiva. Quem me deu todo suporte na Point foi o Andre. A empresa, que é de São Paulo,  me deu todo suporte necessário, me orientou nas partes que cabiam a mim no Rio de Janeiro e fui fazendo tudo que era preciso.

A rotina foi basicamente essa: 

  • fazer a microchipagem (primeira coisa a ser feita). Observe se a data foi colocada corretamente e exija certificado comprovando a data exata da microchipagem. 
  • no dia seguinte, vacinei contra a raiva ( verifique a data e exija carimbo no cartão de vacinação, a data não pode ser a mesma que a microchipagem)
  • aguardei 32 dias e fiz o exame de sangue (eles me orientaram quanto a coleta e envio da amostra para São Paulo para sorologia)
  • aguardar 90 dias de quarentena para embarque ( eles estão aptos para embarque a partir de 122 dias aproximadamente, desde a data da microchipagem) 

Após essa rotina, preparamos os documentos para o embarque dos animais, procurações , certificado de microchip ,carteirinha de vacinação  de cada uma  e enviei tudo para o Andre, da Point cargo em São Paulo. Fiquei com cópia autenticada de tudo porque elas precisariam para o embarque do Rio até São Paulo. Nesse momento, a Point me envia os Kennels que elas irão utilizar na viagem ( cerca de 40 dias antes do embarque para elas irem se acostumando com a caixa).

 Primeiro desafio : embarque delas do Rio para São Paulo. Uma amiga ficou responsável pelo embarque e no dia, se dirigiu a empresa para realizar o despache. Segundo ela, foi tudo simples e levou cerca de uma hora e meia.  Primeira foto que recebi via whatsApp das minhas bolinhas de pêlos na caixinha ! A aventura delas já estava começando !

img-20160928-wa0052

Elas chegaram em São Paulo a noite e o Andre estava esperando por elas. O amor aos animais é tão grande que ele não resistiu e levou as minhas filhotas com ele pra casa! No dia seguinte a rotina delas começaria cedo no aeroporto de Garulhos e foi super tranquilo pra mim porque toda essa parte de emissão se certificado (CZI),  liberação junto a receita federal e mais um monte de coisas necessárias para a viagem eram de responsabilidade da Point Cargo então, só me restava aguardar . Como tudo foi feito bem direitinho, tudo ok  para o embarque delas.

De São Paulo para Dublin:

  1. Reparem nas carinhas de tranquilas que elas estão!!
  2. Jujuba com o Andre, super atencioso e carinhoso! 

Após receber essas fotos, elas embarcaram e no mesmo momento começa minha agonia!

Não sei se todos sabem, mas no meio das minhas pesquisas, descobri que cães com focinhos curtos tem  um risco maior para viagens de avião. Pela anatomia diferenciada, a troca de temperatura ocorre apenas pela respiração e pode causar falta de ar e até mesmo a morte do animal, se eles se adaptassem como nós, pela transpiração, esse risco seria minimizado . O Andre me tranquilizou quanto a isso  porque eles enviam cães com essa anatomia todos os dias para vários lugares do mundo, mas ainda assim, eu não conseguia parar de pensar na matéria que li.  Coisa do ser humano =(

Meu medo era imenso. Foram 24 horas de angústia porque não tinha informações da conexão na Alemanha e até eu estar com elas, teriam passado exatas 24 horas. Chegamos no terminal de carga as 16:15 h, uma hora antes do horário marcado pela Lufthansa. 

A alegria de ver elas chegando foi tão grande que eu nem lembrei de filmar, não queria perder nenhum detalhe da alegria delas misturadas ao nosso alivio de vê-las bem. Ao escutar a nossa voz elas ficaram loucas! Latidos, miados e choro! 

Família completa! Hora de matar as saudades  e enquanto eu escrevo , olha quem aparece por aqui: Minha Jujuba ! 

20161004_162140

Empresa responsável por trazer meus animais: Point Cargo http://www.pointcargo.com.br/

Alugando casa ou apartamento em Dublin

20160920_090131

Visita ao imóvel ou tour guiado?

É impressionante a quantidade de pessoas que vão ver uma casa ao mesmo tempo. Parece mais um tour guiado do que uma visita, isso quando você tem sorte do landlord ou corretor responder as mensagens de solicitação para agendar uma visita ao imóvel (daft.ie). Sério, salvamos mais de 80 anúncios, tivemos resposta de uns 20.

Quando você consegue agendar – no horário que ELES querem – você chega todo cheio de esperança e começa a chegar gente de tudo quanto é lado, todos para ver a mesma casa e nisso a visita é uma correria só.  O corretor parece que engoliu um vitrola e quer falar tudo em menos de 5 minutos, mostra a casa correndo e já te despacha com uma cara de quem te fez o maior favor do mundo.

Abrir torneiras para ver se está funcionando, chuveiro e demais itens que geralmente a gente testa quando pensa em alugar – nem pense que  terá tempo de fazer isso! Você esta vendo um cômodo e quando pensa em sacar o celular para tirar uma foto já estão entrando mais de 20 no mesmo cômodo. Surreal.

Passada essa maratona de “olhar” o imóvel, caso você tenha gostado do que conseguiu ver, começa a correria para enviar ficha, se tiver sorte e for aprovado, tem que fazer o depósito de um ou dois meses do aluguel, vai depender do seu landlord (venha preparado para essa despesa). Ah, vale lembrar da taxa de 300 euros para colocar a energia elétrica no seu nome e nem pense em deixar de fazer isso para economizar, porque o landlord corta sua eletricidade !

A nossa maior dificuldade foi encontrar uma casa que aceitasse animais de estimação, quando aceita o cachorro, não aceitava gato e vice versa. Depois de visitar uns 20 imóveis, ufa, conseguimos um apartamento em Dublin 3! Não é uma tarefa fácil, mas não é impossível.

Desembarcando na Ilha da Esmeralda

Depois de 12 horas de vôo, enfim, chegamos na Irlanda.

Para minha grande surpresa, a polícia da imigração começou a fiscalização ainda dentro do avião.  Sai do avião, pensando “ufa ! Foi tranquilo.” Que nada! Fomos para a imigração novamente e depois de sermos sabatinadas , fomos liberadas. Sorte minha ter uma filha que fala inglês e respondeu tudo numa boa. Se dependesse de mim, teríamos voltado no mesmo avião. Deixamos nossas coisas no hotel e fomos ao centro da cidade almoçar e colocar um chip no meu celular.

A primeira impressão  de Dublin foi boa, tudo muito bonitinho e muito organizado. Observei que as pessoas falam “sorry”pra tudo, que é preciso ter  atenção redobrada ao atravessar as ruas porque vem carro de tudo quanto é lado e num primeiro momento, você fica perdida!

Claro, primeiro dia na Irlanda não tem como não experimentar a Guinness. Sim, ela é gostosa demais 🙂

Agora a ficha caiu.  #vivendoemdublin

20160817_181623
by Aline Vieira

Curiosidade sobre a Guinness : Cerveja preta criada em 1759 por Arthur Guinness. Enraizada na cultura irlandesa, a bebida mais popular na Irlanda. Dependendo do local, o preço pode variar de 5,00 a 6,50 euros. Mas não deixe de experimentar !

Um ano de Irlanda.

EM  

Essa semana completaremos um ano na Irlanda e eu parei para pensar um pouco sobre tudo que aconteceu, sobre estar certa ou não a respeito da nossa escolha , sobre como me sinto a respeito de morar fora.

Claro que muita coisa mudou na minha vida em um ano. Largar tudo pra trás : histórias, objetos, costumes, família, amigos  –  não foi uma tarefa fácil.  Não foi tão simples “resetar” a minha vida. Mergulhar numa outra cultura, outro país, outro idioma, clima… uma infinidade de detalhes tão diferentes do que eu tinha,  foi  –  e continua sendo  –  muito difícil pra mim.  Morar fora é uma decisão muito pessoal , que depende muito do que você deseja. Tenho amigos que vieram pela facilidade de viajar pela Europa, outros para fazer intercâmbio e adquirir experiência , outros para fugir da crise no Brasil, outros pela segurança e qualidade de vida ( que foi o meu caso) e por aí vai. Seja lá qual for seu motivo, cada um sabe o peso disso e o quanto pode aguentar.

Várias vezes eu já me vi colocando meus objetivos e expectativas na balança para me incentivar a ficar , porque eu confesso , não é tão  fácil pra mim viver por aqui. Sinto falta daquele sol quentinho no rosto, dos almoços de domingo na casa da minha melhor amiga, das idas à Serra visitar a família , dos cafés da tarde na amiga-vizinha, de contas em débito automático, dos depósitos com recibos, dos ralos no banheiro e na cozinha, de tomar banho a hora que quiser sem ter que esperar a água esquentar, da tv no meu idioma, de caminhar na beira da praia, dos médicos e da facilidade para fazer exames, dentre outros detalhes que pra mim, fazem toda diferença.

A Irlanda é bastante  segura, a qualidade de vida é ótima, tem  “unlimited card cineworld” ( que pra mim é o melhor de Dublin), tem reunião de brazucas , supermercado em geral é barato, chocolates gostosos e baratos, cerveja deliciosa, chuva e vento do kct ( essa combinação não permite o uso de sombrinhas) , tem a Penney’s ( paraíso para compras de roupas e tudo mais a um preço bem baixo), tem os europeus que gostam de passar dias sem banhos e que pedem desculpas por qualquer coisa, gritam no seu ouvido dentro do ônibus, te atendem mal nas lojas, tem a chuva , as contas chegam há cada dois meses (tem que torcer pra chegar se não voce se ferra), o simples fato de você ter uma TV te obrigada a pagar uma licença de 160 euros/ano (usando a tv ou não ), o ônibus param de circular às 23:30h, as lojas fecham às 18h , já falei da chuva??  – entre outras coisas.

Eu não vim com a intenção de viver “pra sempre” , a Irlanda é linda demais. Repleta de paisagens lindíssimas, apaixonante em vários aspectos – mas ela não é o meu lugar.

Um decisão é sempre tomada com o coração cheio de expectativas, cheio de esperanças em dias melhores.  Claro que às vezes a gente acaba decidindo errado e isso não é de todo o ruim porque ganhamos em aprendizado e amadurecimento.  Às vezes temos medo de tomar uma decisão e acabamos nos arrependendo. Eu prefiro colecionar aprendizados do que arrependimentos em não ter feito nada.

Seja qual for o meu destino no futuro, a Irlanda já  terá valido a pena pelas amizades que fiz aqui, pelo presente cultural que recebemos ao viver aqui , pelo aprendizado de vida, de idioma  e pelo fortalecimento de relações.

PÃO LOW CARB

Ingredientes:
1 xícara de farinha de amêndoas
4 ovos
1 xícara de cenoura crua (pode substituir por brócolis ou espinafre)
Sal à gosto
Temperos variados (ex. páprica doce, pimenta do reino..)
2 colheres de chá de fermento

Preparo :

Bater todos os ingredientes no liquidificador exceto o fermento. Depois de batido adicionar o
fermento e distribuir em forminhas individuais ou em um tabuleiro pequeno. Se quiser pode
salpicar queijo por cima ou semente de gergelim. Assar em forno a 180 graus por 20 a 30 min.

By minha nutri/amiga Aline Bull